As frases mais mentirosas da humanidade!!!

ADVOGADO: Esse processo é rápido.

POLITICO: Eu sempre trabalhei pelos pobres!

AMBULANTE: Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca.

ANFITRIÃO: Já vai? Ainda é cedo!

ANIVERSARIANTE: Presente? Sua presença é o mais importante…

BÊBADO: Sei perfeitamente o que estou dizendo.

CASAL SEM FILHOS: Visite-nos sempre, adoramos suas crianças!

CORRETOR DE IMÓVEIS: Em 6 meses colocarão: água, luz e telefone.

DELEGADO: Tomaremos providências.

DENTISTA: Não vai doer nada.

DESILUDIDA: Não quero mais saber de homem.

DEVEDOR: Amanhã, sem falta!

ENCANADOR: Muita pressão que vem da rua.

FILHA DE 19 ANOS: Dormi na casa de uma colega.

FILHO DE 19 ANOS: Antes das 11 estarei de volta.

GERENTE DE BANCO: Trabalhamos com as taxas mais baixas do mercado.

HOMEM: Sou fiel!!!

INIMIGO DO MORTO: Era um bom sujeito.

JOGADOR DE FUTEBOL: Vamos continuar trabalhando e forte.

LADRÃO: Isso aqui foi um homem que me deu.

MECÂNICO: É o carburador.

MUAMBEIRO: Tem garantia de fábrica.

NAMORADA: Pra dizer a verdade, nem beijar eu sei…

NAMORADO: Você foi a única mulher que eu realmente amei…

NOIVO: Casaremos o mais breve possível!

ORADOR: Apenas duas palavras…

OTIMISTA: Os últimos serão os primeiros…

PEIXEIRO: Pode levar freguesa; está fresquinho…

POBRE: Se eu fosse milionário espalhava dinheiro pra todo mundo..

RECÉM-CASADO: Até que a morte nos separe.

SAPATEIRO: Depois alarga no pé.

SOGRA: Em briga de marido e mulher não me meto.

VAGABUNDO: Há 3 anos que procuro emprego mas não acho nada.

VICIADO: Essa vai ser a última!

EU: Este é  último post que copio da internet.

 

Anúncios
A ARTE DE MORCEGAR NO TRABALHO

A ARTE DE MORCEGAR NO TRABALHO

 1 – Nunca caminhe sem um documento nas mãos

– Pessoas com documentos em uma das mãos parecem funcionários ocupadíssimos que se dirigem para reuniões importantes. – As pessoas de mãos vazias parecem que estão se dirigindo para cantina. – As pessoas com um jornal nas mãos parecem que estão se dirigindo para o banheiro. – Sobretudo, leve algum material para casa, isso causa a falsa impressão de que você trabalha mais horas do que você costuma trabalhar.

2 – Use o computador para parecer ocupado

– Quando você usa um computador, parece que você está “trabalhando” para quem observa ocasionalmente. Você pode emitir e receber e-mail pessoal, ficar no bate papo ou ter uma explosão sem que isso tenha alguma coisa a ver com trabalho.

3 – Mesa bagunçada

– Quando sua mesa está bagunçada parece que você está trabalhando duramente. – Construa pilhas enormes de documentos em torno de seu espaço de trabalho. – Ao observador, o trabalho do ano passado parece o mesmo que o trabalho de hoje; é o volume que conta. Se você souber que alguém está vindo à sua sala, finja que está procurando algum papel.

4 – O correio de voz

– Nunca responda a seu telefone se você tiver o correio de voz. As pessoas não te ligam para te dar nada além de mais trabalho. – Selecione todas suas chamadas através do correio de voz. – Se alguém deixar uma mensagem do correio de voz para você e se for para trabalho, responda durante a hora do almoço quando você sabe que eles não estão lá.

5 – Pareça impaciente e irritado

– Você deve estar sempre parecendo impaciente e irritado, para dar ao seu chefe a impressão de que você está realmente ocupado.

6 – Sempre vá embora tarde

– Sempre deixe o escritório mais tarde, especialmente se o seu chefe estiver por perto. – Sempre passe na frente da sala do seu Chefe quando estiver indo embora. – Emita e-mails importantes bem tarde (por exemplo 21:35, 6:00, etc.) e durante feriados e finais de semana.

7 – Reclame sozinho

– Fale sozinho quando tiver muita gente por perto, dando a impressão de que você está sob pressão extrema.

8 – Estratégia de empilhamento

– Empilhar documentos em cima da mesa não é o bastante. – Ponha vários livros no chão. (os manuais grossos do computador são melhores ainda)

9 – Construa um vocabulário

– Procure no dicionário palavras difíceis. Construa frases e use-as quando estiver conversando com o seu chefe. Lembre-se: ele não tem que entender o que você diz, desde que o que você diga dê a entender de que você está certo.

10 – O MAIS IMPORTANTE!!!:

– Não envie isto ao seu chefe por engano!!!

ENROL

A incrível história de Juvenal

A incrível história de Juvenal

O Juvenal estava desempregado ha meses. Com a resistência que só os brasileiros têm, o Juvenal foi tentar mais um emprego em mais uma entrevista. Ao chegar ao escritório, o entrevistador observou que o candidato tinha exatamente o perfil desejado, as virtudes ideais e lhe perguntou:

– Qual foi seu ultimo salário?

– “Salário mínimo”, respondeu Juvenal.

– Pois se o Senhor for contratado ganhara 10 mil dólares por mês!

– Jura?

– Que carro o Senhor tem?

– Na verdade, agora eu só tenho um carrinho pra vender pipoca na rua e um carrinho de mao!

– Pois se o senhor trabalhar conosco ganhara um Audi para você e uma BMW para sua esposa! Tudo zero!

– Jura?

– O senhor viaja muito para o exterior?

– O mais longe que fui foi pra Belo Horizonte, visitar uns parentes.

– Pois se o senhor trabalhar aqui viajara pelo menos 10 vezes por ano, para Londres, Paris, Roma, Mônaco, Nova Iorque, etc.

– Jura?

– E lhe digo mais… O emprego e quase seu. Só não lhe confirmo agora porque tenho que falar com meu gerente. Mas e praticamente garantido. Se ate amanha (sexta-feira) meia-noite o senhor NAO receber um telegrama nosso cancelando, pode vir trabalhar na segunda-feira.

Juvenal saiu do escritório radiante. Agora era só esperar ate a meia-noite da sexta-feira e rezar para que não aparecesse nenhum maldito telegrama.

Sexta-feira mais feliz não poderia haver. E Juvenal reuniu a família e contou as boas novas.

Convocou o bairro todo para uma churrascada comemorativa a base de muita musica.

Sexta de tarde já tinha um barril de choop aberto. Às 9 horas da noite a festa fervia. A banda tocava, o povo dançava, a bebida rolava solta. Dez horas, e a mulher de Juvenal aflita, achava tudo um exagero. A vizinha gostosa, interesseira, já se jogava pra perto do Juvenal. E a banda tocava! E o choop gelado rolava! O povo dançava! Onze horas, Juvenal já era o rei do bairro. Gastaria horrores para o bairro encher a pança. Tudo por conta do primeiro salário. E a mulher resignada, meio aflita, meio alegre, meio boba, meio assustada. Onze horas e cinquenta e cinco minutos……..

Vira na esquina buzinando feito louco uma motoca amarela…

Era do Correio!

A festa parou! A banda calou! A tuba engasgou! Um bêbado arrotou! Uma velha peidou! Um cachorro uivou!

Meu Deus, e agora? Quem pagaria a conta da festa? – Coitado do Juvenal! Era a frase mais ouvida. -Jogaram água na churrasqueira! O chopp esquentou! A mulher do Juvenal desmaiou! A motoca parou!

– Senhor Juvenal Batista Romano Barbieri?

– Si, si, sim, so, so, sou eu…

A multidão não resistiu:

– OOOOOHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!

– Telegrama para o senhor…

Juvenal não acreditava…

a história de juvenal

Pegou o telegrama, com os olhos cheios d’água, ergueu a cabeça e olhou para todos.

Silencio total.

Respirou fundo e abriu o telegrama.

Uma lagrima rolou, molhando o telegrama…

Olhou de novo para o povo e a consternação era geral. Tirou o telegrama do envelope, abriu e começou a ler.

O povo em silencio aguardava a noticia e se perguntava:- E agora? Quem vai pagar essa festa toda?

Juvenal recomeçou a ler, levantou os olhos e olhou mais uma vez para o povo que o encarava…

Então, Juvenal abriu um largo sorriso, deu um berro triunfal e começou a gritar eufórico.

– Mamãe morreeeeuuu! Mamãe Morreeeeuuu!!!!!!!

Abecedário da Xuxa – by 22

Abecedário da Xuxa – by 22

A de Anal
B de Buceta
C de Cuzão
D de Dedada
E de Ejaculada
F de Foda
G de Grelo
H de Hermafrodita
I de Introduza
J de Jeba
K de Karalho
L de Leite na cara
M de Me chupa
N de Ninfeta
O de Orgia
P de Pirocão
Q de Que Délicia
R de Rapariga
S de Siririca
T de Trepada
U de Upa Upa
V de Vagabunda
X de Xoxota
Z de Zoofilia

xuxa
Muslim – Abate de animais a moda Islâmica no Brasil

Muslim – Abate de animais a moda Islâmica no Brasil

Dia desses fui a um casamento de uma brasileira naturalizada americana, com um paquistanês naturalizado americano. Eles casaram no Paquistão, no Estados Unidos e por ultimo, completando a Turnê de casamento, fizeram um aqui no Brasil (Ostentação é tudo!). Foi um casamento muito bacana mesmo, coisa chique “pra caramba a beça”, bagulho de cena de final de filme comédia romântica americana.  Num sítio, na serra, ao ar livre (livre até demais, que depois das 21 horas, começou a cair um sereno, uma neblina, uma friaca dos infernos, que eu tive que meter o pé mais cedo), tudo muito bonito, bem ornamentado, garçons, damas (adultas), convidados e familiares brasileiros (todos devidamente uniformizados. Isso mesmo: UNIFORMIZADOS. Pois era regra, ordem da noiva, que todos os homens estivessem de pinguim e as mulheres e vestido longo, exceto…) e convidados estrangeiros, americanos (esses daí, com roupa de churrasco, tudo que os brasileiros não podiam fazer… excetuando-se a irmã e o cunhado do noivo e o próprio noivo, que tava realmente um gatinho, nossa uiiii… as convidadas estrangeiras, que vieram de tão longe especialmente pra isso, parece que descobriram ali quando chegaram que tratar-se-ia de um casamento: eu não sou entendido de moda, mas porra, tavam mais pra piriguetes que pra convidadas internacionais. Pior que eu lembro de uma dessas americanas antes aqui no Brasil e além de estar com o mesmo vestido – tadinha, ela só tem aquele? poor girl – ainda saiu distribuindo xereca estrangeira pra geral.. mas no casamento, pelo menos no casamento, nesse “ela tinha dono” – coitado do dono. Mas enfim, xereca é xereca, e não é de bom costume se dispensar, não é mesmo? É falta de educação. Se você tá ali, livre, de bobeira, sem nada pra fazer, e uma xavasca está a fim de ser penetrada pelo seu pênis, não é de bom grado dispensar, tem que honrar né. Mas é prudente lembrar de que é indispensável o uso da camisinha. Pra esse tipo de mulher eu sou a favor inclusive de ao invés de camisinha, que se usasse um casaquinho, mas já que a ciência ainda não inventou, o casaquinho, o jeito é ir de camisinha mesmo – bom, esse é o conselho que eu darei pros meus filhos: água e pinto não se nega a ninguém – no caso do pinto há uma ou duas ressalvas: primeiro, você precisa estar completamente descompromissado com outra pessoa, ou ter o consentimento dessa “outra pessoa”. Segundo: não se nega o pinto, apenas se a pessoa em questão for de acordo com a sua orientação sexual. Por exemplo, se você é heterossexual, não é porque aparece um cu querendo você, que você é obrigado a encarar o peludo. Não, aí nesse caso está perdoado. Eu colocaria no mesmo patamar de se dar água com gás pra alguém quando se tem água da bica. É de graça , tem que escolher não. Não se deve negar água, mas água com gás é mais caro né? se tem da bica, vai da bica mesmo.

Mas, vamos ao que importa, a verdadeira motivação desse post. Seguinte: os paquistaneses, com suas tradições islâmicas, tem uma série de regras e leis a serem seguidas. Leis de ordem espirituais diga-se, que refletem diretamente no mundo material. A começar pela Alimentação.

Então acontece que, a comida deles, os animais que eles comem ou deixam de comer, são todos regrados, listados e tem que ter o selo AlahBoi para serem consumidos. Por exemplo, eles não podem comer suínos (ainda bem que a noiva é bem limpinha, já pensou, casar e não poder comer a noiva, porque é uma porca?) e os animais que podem comer seguem uma série de rituais até chegar a mesa dos camaradas…. eu copiei e colei, toda a etapa, e vou compartilhar com vocês, e tecendo comentários sobre cada uma delas. Vamos lá. O texto já está longo (mas porra, afinal de contas vocês queriam o que? um texto do tamanho do vestido das americanas, pra entender toda a complexidade de uma cultura e religiosidade?) mas vai valer a pena!

Façamos como Jack (o Estripador) e vamos por partes:

“Abate à moda islâmica

Existem requisitos rigorosos a obedecer para o abate de animais:”

Então… veeeeeja bem…. diz o churrasqueiro que conseguiu aqui no Brasil, Rio de Janeiro, umas carnes que foram abatidas segundo essas normas aí… Bicho, como eu não sabia de porra nenhuma, em princípio eu até acreditei, mas depois de pesquisar na internet e ver realmente como deve ser feito a parada, que vocês vão ver logo a seguir, eu confesso a vocês, tenho sérias dúvidas…. mas, vamos lá né, suponhamos que sim.

a) O animal deve ser da categoria Halal.

Não falei que tem categoria, uma tabela, bagulho tudo certinho, descrito e tal? pois é. Halal, são os animais permitidos, obviamente. Os que não são permitidos, são chamados de Haram!

b) O animal deve ser abatido por um Muçulmano( de preferência sim,mas pode ser judeu ou cristão)

Agora tu vê: primeiro caga a regra “deve ser abatido por um muçulmano! depois abre parênteses para exceção: é né, mas se não tiver, serve judeu ou cristão. É porque ainda tem muito cristão nesse país e no mundo, mas tenho certeza que em sites de pesquisa em muitos países da Europa, Austrália e Nova Zelândia (países de maioria ateísta), tem um adendo também dizendo: “ou até mesmo ateu”… enfim…

c) O nome de Allah deve ser pronunciado no momento do abate;

Aí ficou difícil… aí complicou a parada… tu consegue imaginar um cristão (provavelmente o boi utilizado para degustação paquistanesa islâmica foi abatido por um cristão, ainda mais aqui no RJ… Fosse em SP, tem lá sua grande comunidade judaica.. mas no RJ tá mais difícil..  e mesmo lá, arrumar um judeu Açougueiro? em qualquer lugar do mundo, principalmente do Brasil isso é muito difícil… Judeus estão em sua maioria nas joalherias.. já os cristãos, a maioria está é na cadeia mesmo, mas fazer o que… tem também os fora das grades, que aí sim, esses podem ser açougueiros) , mas voltando… tu imagina um cristão, o cara que acredita em Deus e chama judeu de Homem Bomba (por pura idiotice, burrice e preconceito) e várias outras coisas, mas que principalmente não creem no Deus verdadeiro (que obviamente, é o Deus cristão, confundido com o próprio Cristo), Se preparando pra matar um boi, mas antes disso, ter que pronunciar: “Alahhhh”? (alala-ô-ô-ô-ô-ô.. mas que calor-ô-ô-ô-ô-ô…). De boa, pro cristão, é a mesma coisa que pedir pra ele matar um animal, mas antes de fazê-lo pronunciar as seguintes palavras: Sacrifico esse animal para honra e glória de Satanás! véi.. não vai rolar… não vai falar mas nem a caralho… duvide-o-dó! Mas prossigamos!

d) O abate deve ser feito cortando o pescoço num certo ponto, abaixo da glote e a base do pescoço, de modo que o animal tenha morte rápida. O esófago deve ser cortado juntamente com a veia jugular e a artéria carótida. A corda espinal não deve ser cortada e nem a cabeça deve ser cortada completamente.

Bicho, isso daí é quase uma faculdade e doutorado em jackestripadorismo, HannibalLecterismo ou sei lá… algumas aulas com a mulher do japonês dono da Yoki (Entendeu a piada da Yoki não? Pesquisa no google aí!). Pra matar um bicho desse dessa forma, sei lá acho que tem que chamar o Ivo Pitangui, Dr. Ray, ou algum estudante de medicina que não passou nos exames para poder exercer a profissão e daí virou açougueiro pra não morrer de fome… mas, véi, tamo no Brasil, no RJ…. Tu acredita que esse boi foi abatido assim? Então tá né…

e) Existem outras condições que também devem ser observadas. Estas incluem dar um tratamento adequado ao animal, o uso de uma faca bem afiada, etc. Estas condições garantem que haja um bom tratamento ao animal antes, durante e depois do abate.

O animal agradece. Ah tomar no cu! Porra… animal vai morrer do mesmo jeito.. se ele pudesse falar ele diria: “Vá se fuder seu fiho da puta! enfia essa faca amolada no seu cu. Vai dar esse “bom tratamento” pra vaca da sua mãe, seu corno arrombado…” Mas o animal não pode falar nada, então ficamos todos com a impressão de que a morte do animal foi bacana e que ele não sofreu, foi bem respeitado e praticamente merecem uma estrelinha do green Peace por isso!!! AH vá!

A partir do exposto está claro que ambos a Fé e o exato método são condições essenciais para o abate Islâmico de animais corretamente.

Aham… fé… Cristão, com fé em Allah!! valeu!!! toca aqui! tu é sinistro mesmo meu chapa!

A obrigação de pronunciar o nome de ALLAH antes de degolar um animal serve para enfatizar a santidade da vida e o fato de que toda a vida pertence a ALLAH. Se um Muçulmano omitir intencionalmente o pronunciamento do nome de ALLAH no abate do animal, será considerado Haram mesmo se as veias e artérias exigidas tiverem sido cortadas.

Não estou questionando esses métodos nos países islâmicos não.. eu to falando é desse cumprimento dessas normas aqui, no Brasil… no RJ!!!!!! (hauahuuahhuahuhuuhahuahuahu minha barriga chega a doer de tanto rir, só de pensar)

Contudo, se o abatedor tiver tido a intenção de mencionar o nome de ALLAH, mas devido ao esquecimento tiver omitido, o animal será, neste caso Halal. Pronunciar oTassmiyah ou apenas ‘BISSMILLAH’ também se traduz em sentimento de carinho, compaixão e serve para prevenir a crueldade. O abate para que o animal sofra menos, afinal animais são também criaturas de Deus.

Show de bola!!! Isso aí!!!

A carne só é halal se for abatida a moda islâmica(exceto a carne de porco e dos animais citados a cima. Frutos do mar são considerados halal mesmo sem o abate a moda islâmica.

Aham…. então gringos… fiquem tranquilos que vocês comeram carne legitimamente Halal!!! Mas Halal que essa impossível!!! Aqui no Brasil, la garantia soy yo! hueheheahuhueahueahueahuehu Taqueospariu, como tem otário nesse mundo…. mas enfim… não deixa de ser um tanto de cultura e arte, que apresentei pra vocês hoje… espero que apreciem!!!!!

islam

Mas vou te falar einh: Halal ou não, a carne dos gringos tava era boa. Vendo a carne lá na grelha, aquele cheirinho de responsa e a proibição de que outro tipo de pessoa consumisse aquela carne, de boa, me converti ao islamismo na mesma hora. Os gringos não falavam português e o churrasqueiro entendia nada de inglês. Resumo da ópera foi o seguinte, cheguei lá na frente do churrasqueiro e pedi a carne. Ele tinha ordens explícitas para dizer não para qualquer um que não fosse gringo falando em língua que ele não entendia. Eu malandramente, já tinha feito amizade com um dos camaradas Islâmicos, mas não sabia que ele era muçulmano, nem exatamente qual religião professara.. então sucedeu-se assim.

Eu de frente pro churrasqueiro, armando barraco em português, querendo a carne “sagrada”, preparada apenas para os “escolhidos” quando me aparece o gringo “parceiro” meu, com seu pratinho pronto pra se servir. No que eu pensei rapidamente e desenrolei o seguinte diálogo com ele em inglês, mas que vou transcrever em português, pois não faz sentido escrever inglês, depois me auto-traduzir.

— E aí cara! Vamos bater um rango né?

— É, tá na hora, tá batendo a fome!

— Então, que coincidência: eu também sou da mesma religião que você!!

— Sério?

— Seríssimo!!! Eu também só posso comer carne assim – apontei pra carne dele!

— Que legal! jamais imaginei que você compartilhasse da mesma religião que eu. Jamais imaginei que  alguém aqui no Brasil seguisse nossas tradições. Bacana mesmo cara.

ai… um babaca aparece, daqueles que entendem mais ou menos o que se está falando, mas não entende ao certo e me pergunta:

— Qual a Religião dele?

aí eu pensei: “fudeu” (eu sabia lá qual religião dele). Respondi:

—  a mesma que a minha.

— que porra nenhuma, tu é ateu.

— Ateu o caralho rapá, tu me respeita… eu sou da religião dele – e o churrasqueiro olhando a discussão, e o gringo também.

— Então qual é a sua religião?

pensei: fudeu de novo. Mas, agi rapidamente e virei pro gringo que já estava assustado com a cena e falei:

— Esse idiota não acredita que somos da mesma religião não. Fala pra ele, qual a sua religião, sem eu falar nada, pra ele ver que é igual a minha, que é coincidência mesmo.

No que o gringo prontamente respondeu:

— I’m Muslim!

E eu em pensamento: Grória deus!!! oh aleluiassss…. !!!!! xuuuupa féladapota…. e o inquisitor, ainda acabou me ajudando.

— Não entendi, qual religião mesmo?

— Muslim (pronuncia-se “muslan”)

aí eu respondi pra ele:

— Muçulmano seu animal. É muçulmano que eu sou e ele também! – aí virei pro gringo e disse – ele tá impressionado que partilhamos da mesma religião. Allah!! Viva Allah!! Viva Mohammed! Alah!

e o gringo repetiu:

— Allah! – e confraternizava comigo!

aí virei pro churrasqueiro e disse:

— Agora bota essa porra dessa carne aí no meu prato!

— tá maluco? a carne é só pros gringos, é carne especial.

— eu já desenrolei com o cara, bota essa porra aqui cara, logo.

— desenrolou o que?

— tenho culpa que tu entende nada de inglês, mas já tá tudo certo, bota a carne aqui caceta. bota o caralho da carne aqui! eu quero a porra do caralho da buceta dessa carne aqui agora!!!

Gringo pode não saber falar português mas entende entonação de voz e palavrões… então me inquiriu:

— what you’re saying?

this is my way of praying. I’m autodidact Muslim. I’m telling him: put this sacred meat on my plate, please, adorable sir, in the name of Allah.

oh yeah, but you need to have more discretion. We Muslims practice patience and calm, even in the way of talking with others people.

Enfim.. levei um esporrinho de leve, mas no fim, consegui minha bendita carne a moda muçulmana… E como valeu a pena!!! Diliça!!! Branquinha como carne de porco, saborosa como carne.. er, hum… ahhhh… muçulmana… Recomendo a vocês pelo menos fingirem uma vez na vida serem muçulmanos para comerem essa iguaria maravilhosa que é uma carne nesses moldes… Muito bom mesmo! melhor impossível… Delícia!

Um grande abraço a todos e fiquem com Allah!
by Igor Cartman Otávio Broflovski

* esse post é um oferecimento:
banner-anuncio-musicaart

 

Fico assim sem você – Adriana Calcanhoto

Um post em parceria com o Blog Música e Arte…. nah… mentira! Na verdade, esse post foi censurado lá, então, postamos aqui mesmo. é nóis! u-hul!

“Churrasco sem asa,
cerveja não gelada
Sou eu assim sem você
Saco sem as bolas
Piu-Piu sem xoxota
Sou eu assim sem você

Por que é que tem que ser assim
Se o meu desejo não tem fim
eu te quero a todo instante
Nem mil alto-falantes vão poder falar por mim

Amor sem cuzinho
Buceta sem pelinho
Sou eu assim sem você
Virgem sem cabaço
Namorar homem casado
sou eu assim sem você

Tô louco pra te arregaçar
Já te comi com a minhas mãos
Rancar o seu cabaço
comer até seu rabo
Arrombar seu popozão..

Eu não resisto, eu quero meter
E só na mão eu já esfolei meu pinto
Eu conto as horas só pra te comer
Mas você tá é de cu doce comigo

Por que? Por que?

Negar uma chupeta
Mulher sem buceta
Sou eu assim sem você
Uma foda mal dada
boquete com dentada
Sou eu assim sem você”
(Vinteedois Herege)

by 22

Dicas para ser um jogador de futebol – by 22

Para você garoto que está pensando em ser jogador de futebol, aqui vão algumas dicas importantíssimas… mas não sem antes falar também com as meninas, é claro.

Veja bem.. se você quer ser jogadora de futebol, só tem uma exigência praticamente: Se ligue em tudo que for relativo a Cassia Eller, Maria Gadu, Adriana Calcanhoto, etc.. e tenha como sua musa, deus no ceu e ela na terra: Ana Carolina! O resto, é fácil. Decorou? beleza.. então passemos aos meninos.

Let’s go kids!

perna-de-pau

1 – Seja evangélico! Acredite em deus, tenha camisetas escrito: I belong Jesus! 100% Jesus!

2 – Tenha amigos na favela. Melhor ainda: seja da favela!

3 – Tenha um nome composto. Isso! O importante hoje é ter um nome composto. Nada de nomes simples, apelidos curtos, coisas pequenas e esquisitas, como Garrincha, Pelé, Zico, Tostão, Didi, Zidane, etc. Não.. isso não tá com nada… Assim com um nome desse tipo você nunca vai ser jogador de futebol. Pra ser jogador de futebol você precisa se chamar Bruno Otávio, Wellington Silva, Luiz Antônio, Michel Bastos, Creedence Clearwater, Leandro Damião, etc. tá ligado? então…isso aí!! arrume um nome desse tipo.

4 – Seja negro e tenha uma namorada loira!

5 – Jamais em hipótese alguma, seja ouvinte de mpb ou rock. sai dessa! Seu som preferido, a partir de agora, é sertanejo universitário, funk e pagode. Se você for muito metido a besta é até permitido que você curta uns hip hop também… mas o que tá quente, o que manda no momento é mesmo o funk e o pagode. vai por mim. Largue esse disco do Slipknot agora mesmo!

6 – Abandone a escola! se você já terminou a 3a série, tenho uma péssima notícia pra te dar: Sua carreira de futebolista já era. Acabou. Você não tem mais chance. Desista. 10 – Seja um craque nos gramados… virtuais! Seja o fodão do PES ou FIFA.  Melhor, seja o fodão nos dois jogos!

Pronto amigo.. seguindo essas dicas, sua vida de futebolista vai ser um sucesso!! O que? Jogar bola? Como assim? não, não… isso aí não precisa não.. isso aí é besteira… precisa disso não… não vê o Magal, o Obina, ou melhor, o time todo do Palmeiras? bobagem… esquenta não… jogar futebol é só um detalhe, que quase ninguém vai nem notar.

Então, é isso! Por hoje é só!

Um abraço do tio 22!