Teste: Você é Viado?

Teste: Você é Viado?

Pessoal, eu tenho observado muitas coisas ao longo de minha existência. Pretendo tratar de algumas delas aqui. Dentre os maiores males que afligem a humanidade está a questão da sexualidade. Neste post vamos abordar a questão da viadagem congênita e/ou adquirida.

Primeiramente é preciso esclarecer dois pontos: 1º está provado cientificamente que a viadagem pode ser congênita, genética, ou seja está no ser desde a nascença, faz parte do DNA. Não. Não é doença. É só um cara que gosta de queimar a rosca. Nada demais. Doente pra mim é uma pessoa que acredita falar com os mortos ou que tem adoração por um carpinteiro pregado numa cruz. Pra mim isso sim é doença. Doença mórbida por sinal. O 2º ponto diz respeito a viadagem adquirida, ou seja aquela que é desenvolvida com o passar da idade. Tipo: “E levou uma dedada no rabo! E viu que aquilo era bom!”.

O meu objetivo, pelo menos nesse post/teste específico, não é saber se você é viado, mas sim fazer com que você saiba se é ou não. É gente, é um post altruísta! Eu sou muito bonzinho. Longe de mim fazer piada com a sua situação. Pode até observar, nem graça esse post está tendo. Tá vendo? O assunto é sério e eu respeito você querido leitor.

Pois bem, então vamos ao teste:

Pr_-Marco-Feliciano

 

1) As pessoas na rua te chamam de viado?

(   ) sim

(   ) não

 

se você respondeu “sim”, vá para a pergunta número 3

 

2) como as pessoas se dirigem a você?

(   ) Samanth… ai, desculpa, pensei que fosse minha irmã!

(   ) Me dá um autógrafo, Roberta Close?

(   ) ô bicha! Vem cá!

 

3) E quando te chamam de viado, você atende?

(   ) sim

(   ) não

 

Se você respondeu sim, vá para a pergunta número 5

4) Por que você não atende?

(   ) pra não dar bandeira

(   ) porque ninguém tem nada a ver com a sua vida

(   ) porque você é meio surdo

(   ) porque normalmente na rua você está sempre muito apressado

(   ) O Chórchi iria ficar com ciúmes

 

5) quando te chamam de viado, qual a sua reação?

(   ) retribui com um sorriso

(   ) Fica puto e que sentar em cima de quem te “chamou”,

(   ) “viado? Alguém falou viado? Quê que tem?”

(   ) corrige a postura, o jeito, o modo de andar.

 

6) Qual das músicas abaixo é mais a sua cara?

(   ) I Will Survive – Glória Gaynor

(   ) Vai Wilson, vai!

(   ) Mulher em mim – Roberta Miranda

(   ) Esse cara – Caetano

(   ) Super Homem – Gilberto Gil

(   ) Muito Estranho – Dalton

 

7) Seu hobby favorito é:

(   ) “de seda suave verde oliva, com detalhes em marfim”

(   ) sair pra dançar

(   ) fazer compras no shopping

(   ) Tomar sorvete

(   ) Passar a tarde no salão

 

 

8 ) Quando você está angustiado, depressivo ou triste o que você faz?

(   ) Procura um consolo

(   ) Se abre com um psicólogo

(   ) Se abre pra um amigo

(   ) Pede um consolo a uma amiga

 

9) A profissão que mais combina contigo:

(   ) Cabeleireiro

(   ) Enfermeiro

(   ) Decorador

(   ) Costureiro

(   ) Estilista

 

 

10) Qual homem, tem mais a ver contigo:

(   ) Cazuza

(   ) Renato Russo

(   ) Elton John

(   ) Ney Matogrosso

(   ) Zeca Camargo

(   ) Fredie Mercury

(   ) Richarlyson

(   ) Vitor Fazano

 

11) Filme Preferido

(   ) Priscila: a Rainha do Deserto

(   ) Alexandre o Grande

(   ) O segredo brockenback Mountain

(   ) Madame Satã

(   ) será que ele é?

(   ) Cruzeiro das loucas

 

Pois é… se você chegou até aqui e respondeu a esse questionário.. bom.. é… você está realmente com muita dúvida mesmo ein?!

 

Até!

Anúncios

Dicas para ser um jogador de futebol – by 22

Para você garoto que está pensando em ser jogador de futebol, aqui vão algumas dicas importantíssimas… mas não sem antes falar também com as meninas, é claro.

Veja bem.. se você quer ser jogadora de futebol, só tem uma exigência praticamente: Se ligue em tudo que for relativo a Cassia Eller, Maria Gadu, Adriana Calcanhoto, etc.. e tenha como sua musa, deus no ceu e ela na terra: Ana Carolina! O resto, é fácil. Decorou? beleza.. então passemos aos meninos.

Let’s go kids!

perna-de-pau

1 – Seja evangélico! Acredite em deus, tenha camisetas escrito: I belong Jesus! 100% Jesus!

2 – Tenha amigos na favela. Melhor ainda: seja da favela!

3 – Tenha um nome composto. Isso! O importante hoje é ter um nome composto. Nada de nomes simples, apelidos curtos, coisas pequenas e esquisitas, como Garrincha, Pelé, Zico, Tostão, Didi, Zidane, etc. Não.. isso não tá com nada… Assim com um nome desse tipo você nunca vai ser jogador de futebol. Pra ser jogador de futebol você precisa se chamar Bruno Otávio, Wellington Silva, Luiz Antônio, Michel Bastos, Creedence Clearwater, Leandro Damião, etc. tá ligado? então…isso aí!! arrume um nome desse tipo.

4 – Seja negro e tenha uma namorada loira!

5 – Jamais em hipótese alguma, seja ouvinte de mpb ou rock. sai dessa! Seu som preferido, a partir de agora, é sertanejo universitário, funk e pagode. Se você for muito metido a besta é até permitido que você curta uns hip hop também… mas o que tá quente, o que manda no momento é mesmo o funk e o pagode. vai por mim. Largue esse disco do Slipknot agora mesmo!

6 – Abandone a escola! se você já terminou a 3a série, tenho uma péssima notícia pra te dar: Sua carreira de futebolista já era. Acabou. Você não tem mais chance. Desista. 10 – Seja um craque nos gramados… virtuais! Seja o fodão do PES ou FIFA.  Melhor, seja o fodão nos dois jogos!

Pronto amigo.. seguindo essas dicas, sua vida de futebolista vai ser um sucesso!! O que? Jogar bola? Como assim? não, não… isso aí não precisa não.. isso aí é besteira… precisa disso não… não vê o Magal, o Obina, ou melhor, o time todo do Palmeiras? bobagem… esquenta não… jogar futebol é só um detalhe, que quase ninguém vai nem notar.

Então, é isso! Por hoje é só!

Um abraço do tio 22!

Wing Chu – IP Man

(versão revista e atualizada)

(baseado em um boato real que ouviram dizer que alguém conhecia um primo de uma pessoa que ouviu alguém contar essa história em algum lugar…)

Era uma vez na China…

Há muito tempo, tempo pra caralho mesmo, a China era basicamente divida em dois grupos: os “Han” (que eram maioria… porém grandes grandes merda… que adianta ser maioria e ser um monte de bosta pobre? Pois é… era um bando de pobre.. era o povo, por assim dizer) e os “Manchu” (esses daí já eram os ricos, ou seja quem mandava nos pobres e decidia o que pobre podia ou não fazer. Eram os caras que viviam por cima da carne seca).

Os Han

Os Han

 

Os Manchu

Os Manchu

E vocês sabem que antigamente, não existia futebol, nem video game, nem tiro ao alvo, nada.. então o pessoal daquela época praticava artes marciais. Arte marcial pra tudo.. era a garantia, a segurança de cada um… quem sabia dar porrada naquela época, era o mesmo que poder andar com uma pistola na rua, ou uma submetralhadora ou um lança missel… é.. saber lutar era realmente importante, pois não haviam inventado a pólvora ainda, nem os hackers, nem a tpm.. então… saber lutar era o que “havia“, quem sabia lutar “abalava”, “chegava chegando”… porém… nem todos podiam praticar arte marcial.. só os Manchu.
Por que? Ah.. porque os Manchu disseram que assim seria e assim foi.
E porque os Han não podia também? Nah.. pobre é uma desgraça!.. pobre ficar sabendo das coisas dá merda… depois, depois iriam cismar de aprender a ler, iam acabar querendo estudar mais, aí iam começar a exigir os direitos, vale transporte, 8 horas de trabalho por dia, mais uma hora de almoço, enfim… ia dar merda.. e rico não gosta que pobre fique fazendo muita pergunta, então proibiram os caras de praticar.
Mas pra não parecer tão radical e acabarem sendo acusados de ditadores, filhos da puta, dunga-burro, etc… eles tiveram uma brilhante ideia. Pensaram: “Monge pode! É.. Monge pode.. esses monges são uns bandos de otários mesmo, deixa os monges praticarem kung fu” .. e já que pra ser monge não precisava ser rico… já sabe né? então.. igual pra ser puliça, que não precisa ser honesto…
Mas aí então.. agora vai começar nossa história…
Lá no ano de milnovecentosebolinha, havia no monastério uma monja chamada Nig Mui (pronuncia-se Nig Mui). Uma moça bacana, bem afeiçoada, voz grossa, pés avantajados, jogava sueca, entendia as regras do futebol, curtia Ana Carolina, Cassia Eller, Isabela Taviani, LanLan, Bethania, Maria Gadu, Calcanhoto, etc… (bom gosto indiscutível), e lógico, praticava Kung Fu Shaolin tradicional.
Fazia o que dava…mas, porra!, podia não parecer, mas era mulher. foda-se que ela coçava o saco, bebia pinga sem fazer cara feia, não raspava o suvaco ou cuspia no chão, não dá pra comparar a força física de uma mulher com a de um homem… ela percebeu que valendo-se daquele tipo treinamento ela se foderia sempre, pois sempre estaria em desvantagem… então… [plim] teve uma brilhante ideia: resolveu desenvolver um estilo de luta mais adequado ao seu porte físico, que usasse menos força.. então começou a adaptar os movimentos do “shaolin” a sua realidade, encurtando os golpes e desferindo-os em pontos estratégicos (por exemplo, foi ela quem inventou os golpes “chute no saco”, “torção de mamilo”, “dedo no olho”, “aquele pózinho que o Bolo Young joga no Van Dame no filme Dragão Branco” e a “dedada no rabo”)..

jeanclaudevandammevsboloyeung

mas principalmente tirou aquele monte de viadagem que tem no kung fu.. aquela bichice daqueles saltinhos, os gritinhos de bicha, os golpezinhos com a mãozinha tortinha estilo Batoré, esse negócio de garça com câimbra, mula manca saltitante, golpe fatal do Bambi enfurecido com a derrota do seu time no Morumbi, kung fu shaolin engulidor de cobra, esmagador anal de serpente, etc.. esses golpes todos foram abolidos.. Das várias vertentes de kung fu existentes ela só manteve um, ou melhor aproveitou um: estilo Shaolin da Aranha Peluda das Patas Grandes. Só esse.

Belo exemplar da aranha peluda!

Belo exemplar da aranha peluda!

Alguns detalhes bem característicos em um lutador do estilo desenvolvido pela Monja Nig Mui (já falei como se faz a pronúncia? Ah tá.. valeu então).
1 Nunca haverá uma defesa isolada. É sempre “ataque e defesa”. É.. não tem essa de só defender, ou só atacar, tipo, passivo e ativo. A rapaziada desse grupo aí, faz as duas coisas.. é claro que somente entre seus pares, entre iguais, entre “eles”.. mas é aquilo, tá disposto a dar e a receber.. o famoso 69.

Real definição de: Dar e receber

Real definição de: Dar e receber

2 Apesar de parecer controverso, esse estilo usa muito o Bastão. E é só Bastãozão. MAs assim.. bastão artificial.. nunca o bastão no seu habitat natural, sempre é o bastão separado.. a parte.. eu diria que o bastão é só um complemento da luta.. é só pra finalizar a peleja, aí pega e bota o bastão em ação.. mas, o bastão tá lá…

Praticante de kung fu segurando um de seus bastões preferidos

Praticante de kung fu segurando um de seus bastões preferidos

Mas o kung fu normal também gosta muito de usar o bastão também.. só quem não usa esse tipo de coisa, nem gosta, desaprova e tem até o slogan “mãos vazias e cu só pra cagar” é karateca.. Karateca não usa isso não. Karate é sem nada, em pé, de frente um pro outro e de longe, na distância… as outras artes marciais adoram um bastão.. quando não tem bastão aí então apelam pro corpo a corpo, vide jiu-jitsu, por exemplo… mas enfim, voltemos ao assunto…
Mas aí tu lembra aquele bagulho de que “só monge podia praticar kung fu”? pois é.. aos poucos os caras foram percebendo que tinham feito merda.. de vez em quando rolava uns tumultos com os crentes e eles acabavam saindo da graça e partindo pra mão. É.. rapaz, nego abusa…
Imagina a cena: os monges tudo faixa preta, lá na sua meditação, em posição de buda, fazendo “a-hummmmm….” aí vinha um pela-saco e começava a zoar a parada…

“fala aê seu monge! E aí seus otário? E aí, é verdade que monge tem pau pequeno? Aí, ouvi dizer que vocês ficam um comendo o outro aí nessa porra, que vocês são tudo viado, broxa e corno…  Aí… cês ficam chupando o pau um do outro, mano? Aí, cês ficam nessa parada aí de monge, só fazendo é curso de padeiro… e de vez em quando esquece e queima a rosca! Huauahuhuuhaa”,

mas até então tudo isso os monges aguentavam.. mas quando o cara começava a cantar e a dançar rebolation, aí não tinha jeito.. aí nem o monge aguentava e metia a porrada…
E assim o tempo foi passando.. um desentendimentozinho aqui e ali, uma briguinha ou outra de vez em quando.. mas até que um dia o bicho pegou..

O Bope subindo o morro detonando geral...

O Bope subindo o morro detonando geral…

Os hômi subiram o morro e sairam tocando terror, passando a mão na  bunda das mulé, dando tiro pro alto, de caveirão e aí “deu ruim”… tacaram fogo no monastério, mataram quase todo mundo… quem não morreu foi porque fugiu.. e nessa aí, tava a nossa colega do começo da história, já com o  cabelo mais grisalho, mais madura, dona Nig Mui (lembra da pronúncia né? ah…), mas que de boba não tinha nada, quando viu que o rodo tava passando, que a chapa tava quente, meteu o pé e se mandou, trocou de nome, pintou o cabelo de loiro, arrumou passaporte falso e foi viver em outro lugar.
Lá nesse “outro lugar” aí foi só alegria, sambarilove, inshalá e harebaba…
Havia nesse outro lugar para o qual a Sra Nig Mui se mudou, uma linda filha de um comerciante.

A filha do comerciante...

A filha do comerciante…

 “Um rosto lindo e um sorriso encantador e um jeitinho de falar que me pirou.. que me pirou o cabeção.”

Não só o cabeção, como pirava a cabecinha também… bicho, a mina era mesmo um espetáculo, modelo, capa da playboy e sem fotoshop, perfeita… deixava todo mundo doido.. passava em frente a construção civil era a alegria da peãozada…

Unsmalucoaí até fizeram uma música pra ela:

“Ela não anda, ela desfila, Ela é top, capa de revista
Ela é mais mais, ela arrasa no look, Tira foto no espelho pra postar no Facebook

Onde ela chega rouba a cena deixa os muleque babando
Na boca do bico arruma buchicho e o povo xingando
É baladeiro de oficio, gosta de compromisso
Encanta com seu jeitinho ela não é de ninguém mais é chegada num lanchinho

Quando chega no baile ele é atração, descontrolada ao som do tamborzão
De vestido agarradinho ela desce ate o chão!”

Mas só que nem tudo são flores.. e antigamente não tinha essa Porra de “tô pegando”, “tô ficando”, “quero dar”, etc.. não… bagulho era sério… e não bastava casar, era casamento arranjado, era casamento a força, na marra… Tá prometida pra alguém? Já era.. vai morrer sem saber o que é outra jeba.. só aquela mesmo… enfim..

E um daqueles tal de Manchu, endinheirado, cheio da grana, marrento bagarai, não sei que merda arrumou, (sei lá, deve ter subornado o pai da menina.. afinal de contas o cara não era comerciante? Então.. deve ter vendido até a filha) e conseguiu a mão da menina em casamento.

E aí começa o dramalhão mexicano… ela não gostava desse cara.. ele mais velho, ela achava ele chato… ele falava de política, economia, ouvia João Gilberto, não gostava do PT, era anti-flamenguista, chamava corinthiano de maloqueiro, torcia pro São Paulo, tinha um Ford Fusion (carro de velho), ia pro bingo, jogava dama na praça, curtia o baile da terceira idade, viu o Garrincha jogar bola, tinha curso de datilografia e sabia o que era um mimeógrafo… ou seja: não dava. Era muito out.

Mas então, o que fazer? Não tinha muito o que ser feito.. mas… pra nossa heroína nada está perdido! É aí que ela entra de novo. Sra. Nig Mui Colorada!. Pra se livrar do casamento arranjado a gostosinha, tal qual o Cebolinha, traça um plano infalível: Aprender Kung Fu em três meses, desafiar o futuro esposo pra um combate e em caso de vitória dela o acordo seria ela ficar livre dos compromissos matrimoniais pré adquiridos sem o seu consentimento.
O cara aceitou…

Sra Nig Mui PaiMeiristicamente passa todos os seus conhecimentos e golpes secretos a jovem donzela, entrega-lhe a faixa preta e diz: “mete a porrada nesse cuzão” . 

Bagulho ficou doido pro Manchu, que perdeu a mulher e as bolas, pelo visto

Bagulho ficou doido pro Manchu, que perdeu a mulher e as bolas, pelo visto

E rapaz, deu um bolo doido lá que a porra da garota detonou o velho em poucos minutos e venceu o combate. Ficando assim livre, leve e solta e cantando: 

“Agora eu tô solteira e ninguém vai me segurar… daquele jeito… tô de sainha… daquele jeito… tô de sainha… daquele jeito…”

Até que um tempo depois, num desses bailes da vida, conheceu um outro Manchu, porém bonito, alto, forte, tinha um XR3 Conversível, curtia NXZero, Fresno, Restart, adorava a saga Eclipse, Lady Gaga, ensinou pra ela a coreografia de Single Lady, tinha a coleção completa de High School Musical e tinha feito testes duas vezes pra compor o elenco de Glee, mas não passou porque “o viado que avalia o teste não foi com a cara dele e preferiu colocar um amigo…”
Enfim, foi amor a primeira vista…

Eles se casaram… ela ensinou pra ele os segredos da arte da Sra. Nig Mui, ele por sua vez, não perdeu tempo, foi lá e patenteou a arte e batizou-a com o nome da então sua esposa “Wing Chu” (era esse o nome da capa da Playboy) e todos viveram felizes para sempre!
Depois disso, a Senhora Nig Mui deve ter lutado na justiça até o fim de sua vida pelos direitos autorais que lhe foram ursupiados, mas morreu pobre e solitária, antes mesmo do juiz decretar a sentença…
E essa é a história do Wing Chu. Uma arte marcial chinesa, de movimentos econômicos e eficientes. e o resto, é história…

Text by Igor Otávio

Recordando a Marcha da Cachaça: 16/07/11

Recordando a Marcha da Cachaça: 16/07/11

A primeira “Marcha da Cachaça” aconteceu em julho de 2011. Desde então não param de surgir pessoas reivindicando a segunda edição do evento…

Estou tentando viabilizar, porém dessa vez, só vai rolar se tiver uma boa verba pra investir no evento… eu quero fazer um verdadeiro evento, regado a muito álcool (óbvio) e rock’n roll!

Sugestões de locais ou até mesmo quem tiver a fim de apoiar ou participar, contato pelo e-mail: igorotavioblog@gmail.com

Vejam algumas fotos de algumas pessoas que participaram da primeira (e até então, única) edição e a camiseta usada no evento.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nessa segunda edição estamos trabalhando um novo modelo, mais bonito e elegante.

Nova Proposta de desenho para estampar a camiseta!

Nova Proposta de desenho para estampar a camiseta!

Quando Acaba – Dicas para fim de relacionamento

Quando Acaba – Dicas para fim de relacionamento

Eu já acabei com muitos relacionamentos e também já tive muitos relacionamentos acabados (se é que vocês me entendem). Muitos relacionamentos, dos que eu acabei, acabei pelo simples fato de não querer enganar ou machucar ninguém (Na verdade, eu estava precisando de um tempo só. Só com putas), outros porque não estava feliz (leia-se vida sexual sem graça), alguns porque fui corno, outros porque achava que estava sendo corno (sabe como é né… depois de ter sido corno, o cara fica meio neurótico), e outros porque fui burro (esse dói!!).

Nota: um cara nunca termina o relacionamento porque é só namorado e não tem sexo, só beijinho. Muito pelo contrário. O cara só termina um relacionamento depois de ter feito sexo com a garota pelo menos 2 vezes. 2 vezes? Explico. A primeira para mostrar que é foda, e a segunda pra saber se aquela perereca vale a pena ser explorada outras vezes. Se o cara terminar o relacionamento mesmo antes de chegar aos ‘finalmente’, sinta-se honrada! Ele está sendo sincero em suas colocações, e você deu sorte de encontrar um cara bacana ( e que realmente não estava a fim de te sacanear, nem te fazer sofrer)… e talvez é verdade isso dificulte ainda mais a recuperação… vai ficar pensando: “o cara é tão sincero!”, “É o homem da minha vida!”, “nunca mais vou encontrar outro assim”… Companheira, devo te informar que quanto a este último exemplo, é verdade! Nunca mais vai encontrar outro mesmo… Pode encontrar parecido, mas sincero e que prefere terminar sem explorar “as vias de fato”… vai encontrar mesmo não. Por que? Isso é assunto para outro texto que estou abordando (A Teoria das “3”).. mas já que você insiste: Se o cara for terminar o relacionamento, usando o ridículo argumento de falta de sexo… tem 3 opções:

1)       A menina vai dizer valeu! Tchau! Prazer conhecê-lo! Até nunca mais!

2)       A menina vai fazer o nº1 e o cara vai voltar atrás e dizer que estava só blefando, não era bem assim… calma aê, vamos conversar… (otário! hahahaha) ou

3)       A menina gosta do cara, e para não perder o namorado, vai falar para ele: “come logo essa merda então! Eu tava só de sacanagem.. fazendo jogo duro” Afinal de contas, virgindade não é pênalti, pode perder sim!

Mas então o que fazer quando se leva um pé na bunda (em português claro)?

A coisa mais importante de todas:

 Arrumar outro! – O mais rápido possível!

 Tanto homem como mulher, é uma das melhores épocas da vida, quando se é jogado às traças. Mulher principalmente! Todo o homem quer consolar, dar carinho, conversar, dar palavras de consolo.. e principalmente, todo homem que mostrar para garota que ele é diferente, que ele fará diferente, que se fosse com ele você jamais passaria por aquilo, pois com ele você seria a mulher mais feliz do mundo.. se você der uma chance ele vai te mostrar a felicidade… porra nenhuma! Tudo conversa fiada… mentira para faturar você… Mas é oferta né… rsrsrsrs – É melhor sofrer sendo bajulada, que sofrer sozinha em casa enchendo a cara de chocolate e ficando cada vez mais gorda, flácida e rabujenta.. .não agüento ouvir mais isso de  “não quero mais saber de homem!”… Que mané não quero mais saber de homem.. então foda-se.. arruma uma namorada, vira lésbica, vai fazer sabão, tanto faz, mas arruma outra pessoa para ficar contigo. Nada de ficar em casa sofrendo.. chorando, assistindo a filmes românticos (Um lugar chamado NothingHill, O Diário de Bridget Jones 1 e 2 ou Clube da Luta.. clube da luta? É! Melhor nem ver filme então.. pois até assistindo clube da luta você vai chorar.. e vai ser uma merda do cacete.. falo por experiência própria!)

 Pronto! Você já sabe o primeiro passo (arrumar outro). Agora vamos ao segundo:

 

Pára com essa porra de “não bebo!”!

 Que mané chegar nos lugares e pedir “me dá água mineral com gás”. Se você for muito delicada pede um vinho (mas nada de vinho de abacaxi, ou de morango, ou de pêssego… essa porra não é vinho.. pede vinho de vinho.. puro e sem gelo… Já ta na hora de parar com essas frescuras). Coca-Cola é permitido depois que já estiver doidona… Mas o certo mesmo seria chegar no bar e pedir: “me dá um wisky! Sem gelo!”… mas se você pedir um chopp já vai impressionar bastante… você vai ficar surpresa consigo. Vai pensar: “caramba, antigamente eu terminava um relacionamento e ficava chorando.. hoje em dia eu venho pro boteco e peço um chopp e fico fingindo que estou rindo, que não to nem aí!”

 

Amigos: Não fuja deles!

 Essa é a hora de procurar seus amigos. Nada de ficar com vergonha ou com medo da reação deles agora… só porque você sumiu, abandonou-os, nunca mais telefonou, nem respondeu scraps do orkut, cruzou com eles na rua e fingiu que não conhecia, da última vez que eles foram a sua casa você os atendeu do portão, ou sábado quando eles te chamavam para ir pra balada você dizia que eles eram solteirões mal amados e que não sabiam o que é amor de verdade e que eles estavam te chamando pois estavam com inveja do seu relacionamento sério e firme.. só por isso? Ah.. que isso! Se você realmente tem amigos podes crer que eles não vão ligar para isso não.. O máximo que pode e vai acontecer, você ficar ouvindo repetidas vezes eles te lembrando do que te disseram antes de tudo terminar: “esse cara é um canalha!”, “abre o olho!”, “cuidado para não quebrar a cara!”, “você tem que viver.. não pode ficar presa assim”, “qual o problema de sair de vez em quando?”, “aproveita a vida! Depois termina, e você vai se arrepender!”… é… só vai ter que agüentar o “eu te avisei!”.. “eu te falei que ele só queria te comer” ou o “eu não falei?”, “agora vem aqui com o rabinho entre as pernas… mas eu sou teu amigo e não vou jogar isso na sua cara.. mas bem que eu avisei”. Mas.. amigos são muito importantes nessa hora. Muito mesmo! Talvez você não tenha noção! (pois uma das mais evidentes reações das pessoas é se trancar, se fechar em seu próprio mundinho, quando sofrem alguma desilusão).

 

Nada de “papo cabeça”!

                    Sabe aqueles amigos intelectuais, almofadinhas? Esqueça eles!

Aqueles programas cultos, Teatro municipal, ópera, filosofia, exposição de arte, barzinho que só toca o fino da mpb e bossa nova… Esquece tudo isso! (pelo menos temporariamente). Toca o foda-se pra essa merda toda! Esquece que você é uma pessoa decente! Quer saber mesmo? Vai pro baile funk, pro pagode, maracanã.. Vai tomar cerveja! Melhor ainda: Vai pro clube das mulheres (se for homem ou lésbica vá pro puteiro!)!!! Mas sai de casa infeliz! Mas sai para se divertir.. para zoar… como? Saindo. Sair como? Sei lá porra! Todo mundo tem amigos babacas idiotas e que gostam de coisas bizarras (tipo baile funk)… chama esse cara para sair. Telefona como quem não quer nada.. rapidamente ele vai te dizer: “vamu pá naite!”.

Ou então, se você não quiser ir pro baile funk, chama aquele colega seu, casado (parece até comigo) que sempre que sai, sai com a esposa (parece mesmo!), mas que adora contar piadas, fazer gracinhas, divertir, descontrair o ambiente, e que adora uma cerveja (parece até que estou me vendo!! Incrível!) mas está sempre duro (acho que sou eu mesmo), para te acompanhar juntamente com a esposa numa noite para afogar as mágoas. Desde que no começo do convite você use a senha “é por minha conta”.. duvido que ele vá se negar a atender seu pedido.

  

Último Passo: Conforme-se!

                     Infelizmente as coisas nem sempre são como nós gostaríamos que fosse. Já dizia Buda: “a eliminação da dor, consiste na eliminação do desejo”. É verdade! Pare de lutar contra os fatos. Aceite que você foi trocada (o) pelo que quer que seja: Por uma vadia, por uma piranha, por uma ilusão, por outro homem, por Jesus, ou por um monte de putas… tanto faz.. pouco importa pelo que você foi trocada.. importa que você não é quem aquela pessoa de fato quer mais.. e você precisa respeitar isso. Você precisa aceitar a sua nova realidade! E a sua realidade agora, é viver sem aquela pessoa.. é viver carregando consigo para o resto da vida um vazio, um buraco, que quer queira quer não, vai sempre existir. Ninguém nunca mais vai ser o mesmo após sair de um relacionamento! É fato!

Mas veja pelo lado bom, só quem se apaixonou e se desiludiu, sabe qual o verdadeiro significado da música Detalhes de Roberto e Erasmo! “Não adianta nem tentar me esquecer! Durante muito tempo em sua vida eu vou viver!” E como dura!!! Só vivenciando para saber!….

bk1

Um grande abraço a todos que tão na merda, já passaram por isso ou um dia ainda irão passar (pois podes crer.. não tem idade, não tem experiência… vai passar por isso em sua vida, muitas e muitas vezes ainda) e melhor sorte nas próximas escolhas. Eu tive a sorte e agradeço ao movimento de rotação da Terra, por ter hoje, finalmente depois de tanto tempo ter encontrado finalmente uma pessoa que é mais que especial: linda, doida, amiga, mulher pra caralho, pessoa incrível, gostosa, amor da minha vida e que pretendo passar o resto de minha vida ao seu lado.. até porque, no fundo a gente sempre sabe quando há cumplicidade e reciprocidade. No meu caso atual: não há dúvidas. Eu tenho tudo que eu preciso nela. Ela provavelmente não tem tudo que precisa em mim, pois eu sou um escroto e desprezível do caralho.. mas ela: ela é foda!! Te amo!! Espero que todo mundo um dia, pelo menos vocês queridos leitores, tenham a mesma sorte que eu tive e também encontrem um dia seu grande amor… pode não ser hoje, pode demorar, pode até não ser nunca.. mas nunca deixe de tentar!!!! Se eu consegui, vocês também conseguem!!!
Quem quiser saber um pouquinho dessa minha musa inspiradora, razão de eu estar vivo hoje, pode ler um post antigo, bem antigo mesmo: clicando aqui!

Um abraço… e lembrem-se… nunca deixem de acreditar, nunca deixem de amar. Pois sem amor, a vida não tem graça, a vida não é vida.. e se você é uma pessoa boa, honesta e verdadeira: você não perdeu nada, você se livrou de uma tralha… nunca desista, nunca deixe de acreditar… Tente outra vez!

Papo cabeça…

“– Desse lado só tem corno! Desse outro só tem viado!!

— Oh rapa, eu não sou viado não!

— Então passa pro outro lado!”

Belos olhos....

Belos olhos….

Fala aí rapaziada… gostaram da piada? Pois é… eu adoro essa!! Adoro!

Seguinte… pô… sei lá…

Tipo.. tipo.. tipo.. érrrr. Sei lá.. entende? Então.. é isso…

Aquela coisa assim que pô.. aí tu.. pam.. ta ligado? Ta acompanhando o raciocínio? Pois é.. então.. tipo, que pá, e pum.. e tu meio que, né, bota pá rolo e ao mesmo tempo, tchum.. sinistro eu sei.. mas tu ta por dentro né? Então.. que tipo, saqualé né? Então.. que pô.. foda.. só que também tu meio que relibroni…

Pois é.. to assim..

O beijo e a bola do bichano

Há algum tempo, uma colega de blog, fez um post falando de beijo e tal, várias paradas referente o mundo feminino…

Interessante, tudo aquilo.. na verdade, achei bem tosco… mas mulher é assim cheia dessas babaquices mesmo né… então que se há de fazer?

Porém, após tudo que ela falou, eu comecei a pensar no outro lado da moeda.. veja alguns trechos do que ela disse:

 

(…)

Beijo é bom demais, não é?

Tem coisa melhor do que aquele beijo beeem gostoso…?

Aquele beijo que nos faz sentir a pessoa mais desejada e amada do planeta…?

Aquele beijo que nos arrepia dos pés a cabeça, que tira nosso sono, e que não vemos a hora de repetirmos a dose…?

(…)

 

Olha… sem muito esforço, é lógico que tem.. mas… tudo bem.. o melhor viria depois, veja:

 

(…)

Um beijo bem dado, bem demorado, fala mais que mil palavras e,

dependendo do momento então, diz tudo o que queremos ouvir e muito mais…

Dispensa comentários… evita discussões…

Ah, se os homens soubessem que, quando as mulheres estão nervosas,

um beijo daqueles mais gostosos resolveria muita coisa!

(…)

 

Agora você veja… até que em certo ponto ela tem razão.. mas o pior é que a recíproca é verdadeira. Não necessariamente nesse mesmo sentido, ou com os mesmos personagens…

Todos os homens do mundo concordariam em massa com essas palavras, caso fosse feita uma pequena e quase insignificante troca: bastaria substituir beijo por boquete. (e onde está escrito mulher, colocar homem e vice versa)

 

Nah.. não vou escrever de novo.. vai você lá nos trechos acima e faça as substituições na leitura.

Veja como faz muito mais sentido agora! Não é? Pois é!

 

O cara às vezes chega em casa cansando, estressado, cheio de problemas na cabeça. Em vez de conversar, fazer massagem, perguntar “o quê que há?”, por que as mulheres não chegam logo e fazem um boquete? Certamente seria muito mais útil, valioso e terapêutico que qualquer palavra de conforto, compreensividade ou sei lá, qualquer gesto.. mas não.. as mulheres vão pro lado mais difícil.

 

E eu faço um desafio pras mulheres…

Quer fazer as pazes com o cara? Boquete!

Quer ganhar alguma coisa do cara? Boquete!

Quer se desculpar por alguma merda que tenha feito? Boquete…

 

Agora e o oposto, fazendo as mesmas substituições, usando no lugar do boquete, o beijo seria possível? Lógico que não!

Algum homem convence alguma mulher de alguma coisa com beijo?

Algum homem consegue a liberação pra passar a tarde no buteco, com beijo?

Mais ainda! Algum homem consegue um boquete da mulher, simplesmente com beijo?

 

Portanto: Beijo, uma farsa, um mito, embuste pra mulher poder reclamar de homem.

Já o boquete… bem.. os números e os fatos falam por si só!

Que mané beijo é meu saco! Na comparação com o boquete, e no quesito efetividade, perde e feio… o problema é que o boquete não tem efeito sobre as mulheres… e nem o beijo.

Até mais pessoal!

Publicado originalmente em: http://seqvme.zip.net/arch2009-11-01_2009-11-30.html#2009_11-10_17_07_55-105640901-0