Teste: Você é Viado?

Teste: Você é Viado?

Pessoal, eu tenho observado muitas coisas ao longo de minha existência. Pretendo tratar de algumas delas aqui. Dentre os maiores males que afligem a humanidade está a questão da sexualidade. Neste post vamos abordar a questão da viadagem congênita e/ou adquirida.

Primeiramente é preciso esclarecer dois pontos: 1º está provado cientificamente que a viadagem pode ser congênita, genética, ou seja está no ser desde a nascença, faz parte do DNA. Não. Não é doença. É só um cara que gosta de queimar a rosca. Nada demais. Doente pra mim é uma pessoa que acredita falar com os mortos ou que tem adoração por um carpinteiro pregado numa cruz. Pra mim isso sim é doença. Doença mórbida por sinal. O 2º ponto diz respeito a viadagem adquirida, ou seja aquela que é desenvolvida com o passar da idade. Tipo: “E levou uma dedada no rabo! E viu que aquilo era bom!”.

O meu objetivo, pelo menos nesse post/teste específico, não é saber se você é viado, mas sim fazer com que você saiba se é ou não. É gente, é um post altruísta! Eu sou muito bonzinho. Longe de mim fazer piada com a sua situação. Pode até observar, nem graça esse post está tendo. Tá vendo? O assunto é sério e eu respeito você querido leitor.

Pois bem, então vamos ao teste:

Pr_-Marco-Feliciano

 

1) As pessoas na rua te chamam de viado?

(   ) sim

(   ) não

 

se você respondeu “sim”, vá para a pergunta número 3

 

2) como as pessoas se dirigem a você?

(   ) Samanth… ai, desculpa, pensei que fosse minha irmã!

(   ) Me dá um autógrafo, Roberta Close?

(   ) ô bicha! Vem cá!

 

3) E quando te chamam de viado, você atende?

(   ) sim

(   ) não

 

Se você respondeu sim, vá para a pergunta número 5

4) Por que você não atende?

(   ) pra não dar bandeira

(   ) porque ninguém tem nada a ver com a sua vida

(   ) porque você é meio surdo

(   ) porque normalmente na rua você está sempre muito apressado

(   ) O Chórchi iria ficar com ciúmes

 

5) quando te chamam de viado, qual a sua reação?

(   ) retribui com um sorriso

(   ) Fica puto e que sentar em cima de quem te “chamou”,

(   ) “viado? Alguém falou viado? Quê que tem?”

(   ) corrige a postura, o jeito, o modo de andar.

 

6) Qual das músicas abaixo é mais a sua cara?

(   ) I Will Survive – Glória Gaynor

(   ) Vai Wilson, vai!

(   ) Mulher em mim – Roberta Miranda

(   ) Esse cara – Caetano

(   ) Super Homem – Gilberto Gil

(   ) Muito Estranho – Dalton

 

7) Seu hobby favorito é:

(   ) “de seda suave verde oliva, com detalhes em marfim”

(   ) sair pra dançar

(   ) fazer compras no shopping

(   ) Tomar sorvete

(   ) Passar a tarde no salão

 

 

8 ) Quando você está angustiado, depressivo ou triste o que você faz?

(   ) Procura um consolo

(   ) Se abre com um psicólogo

(   ) Se abre pra um amigo

(   ) Pede um consolo a uma amiga

 

9) A profissão que mais combina contigo:

(   ) Cabeleireiro

(   ) Enfermeiro

(   ) Decorador

(   ) Costureiro

(   ) Estilista

 

 

10) Qual homem, tem mais a ver contigo:

(   ) Cazuza

(   ) Renato Russo

(   ) Elton John

(   ) Ney Matogrosso

(   ) Zeca Camargo

(   ) Fredie Mercury

(   ) Richarlyson

(   ) Vitor Fazano

 

11) Filme Preferido

(   ) Priscila: a Rainha do Deserto

(   ) Alexandre o Grande

(   ) O segredo brockenback Mountain

(   ) Madame Satã

(   ) será que ele é?

(   ) Cruzeiro das loucas

 

Pois é… se você chegou até aqui e respondeu a esse questionário.. bom.. é… você está realmente com muita dúvida mesmo ein?!

 

Até!

Anúncios
A ARTE DE MORCEGAR NO TRABALHO

A ARTE DE MORCEGAR NO TRABALHO

 1 – Nunca caminhe sem um documento nas mãos

– Pessoas com documentos em uma das mãos parecem funcionários ocupadíssimos que se dirigem para reuniões importantes. – As pessoas de mãos vazias parecem que estão se dirigindo para cantina. – As pessoas com um jornal nas mãos parecem que estão se dirigindo para o banheiro. – Sobretudo, leve algum material para casa, isso causa a falsa impressão de que você trabalha mais horas do que você costuma trabalhar.

2 – Use o computador para parecer ocupado

– Quando você usa um computador, parece que você está “trabalhando” para quem observa ocasionalmente. Você pode emitir e receber e-mail pessoal, ficar no bate papo ou ter uma explosão sem que isso tenha alguma coisa a ver com trabalho.

3 – Mesa bagunçada

– Quando sua mesa está bagunçada parece que você está trabalhando duramente. – Construa pilhas enormes de documentos em torno de seu espaço de trabalho. – Ao observador, o trabalho do ano passado parece o mesmo que o trabalho de hoje; é o volume que conta. Se você souber que alguém está vindo à sua sala, finja que está procurando algum papel.

4 – O correio de voz

– Nunca responda a seu telefone se você tiver o correio de voz. As pessoas não te ligam para te dar nada além de mais trabalho. – Selecione todas suas chamadas através do correio de voz. – Se alguém deixar uma mensagem do correio de voz para você e se for para trabalho, responda durante a hora do almoço quando você sabe que eles não estão lá.

5 – Pareça impaciente e irritado

– Você deve estar sempre parecendo impaciente e irritado, para dar ao seu chefe a impressão de que você está realmente ocupado.

6 – Sempre vá embora tarde

– Sempre deixe o escritório mais tarde, especialmente se o seu chefe estiver por perto. – Sempre passe na frente da sala do seu Chefe quando estiver indo embora. – Emita e-mails importantes bem tarde (por exemplo 21:35, 6:00, etc.) e durante feriados e finais de semana.

7 – Reclame sozinho

– Fale sozinho quando tiver muita gente por perto, dando a impressão de que você está sob pressão extrema.

8 – Estratégia de empilhamento

– Empilhar documentos em cima da mesa não é o bastante. – Ponha vários livros no chão. (os manuais grossos do computador são melhores ainda)

9 – Construa um vocabulário

– Procure no dicionário palavras difíceis. Construa frases e use-as quando estiver conversando com o seu chefe. Lembre-se: ele não tem que entender o que você diz, desde que o que você diga dê a entender de que você está certo.

10 – O MAIS IMPORTANTE!!!:

– Não envie isto ao seu chefe por engano!!!

ENROL

A incrível história de Juvenal

A incrível história de Juvenal

O Juvenal estava desempregado ha meses. Com a resistência que só os brasileiros têm, o Juvenal foi tentar mais um emprego em mais uma entrevista. Ao chegar ao escritório, o entrevistador observou que o candidato tinha exatamente o perfil desejado, as virtudes ideais e lhe perguntou:

– Qual foi seu ultimo salário?

– “Salário mínimo”, respondeu Juvenal.

– Pois se o Senhor for contratado ganhara 10 mil dólares por mês!

– Jura?

– Que carro o Senhor tem?

– Na verdade, agora eu só tenho um carrinho pra vender pipoca na rua e um carrinho de mao!

– Pois se o senhor trabalhar conosco ganhara um Audi para você e uma BMW para sua esposa! Tudo zero!

– Jura?

– O senhor viaja muito para o exterior?

– O mais longe que fui foi pra Belo Horizonte, visitar uns parentes.

– Pois se o senhor trabalhar aqui viajara pelo menos 10 vezes por ano, para Londres, Paris, Roma, Mônaco, Nova Iorque, etc.

– Jura?

– E lhe digo mais… O emprego e quase seu. Só não lhe confirmo agora porque tenho que falar com meu gerente. Mas e praticamente garantido. Se ate amanha (sexta-feira) meia-noite o senhor NAO receber um telegrama nosso cancelando, pode vir trabalhar na segunda-feira.

Juvenal saiu do escritório radiante. Agora era só esperar ate a meia-noite da sexta-feira e rezar para que não aparecesse nenhum maldito telegrama.

Sexta-feira mais feliz não poderia haver. E Juvenal reuniu a família e contou as boas novas.

Convocou o bairro todo para uma churrascada comemorativa a base de muita musica.

Sexta de tarde já tinha um barril de choop aberto. Às 9 horas da noite a festa fervia. A banda tocava, o povo dançava, a bebida rolava solta. Dez horas, e a mulher de Juvenal aflita, achava tudo um exagero. A vizinha gostosa, interesseira, já se jogava pra perto do Juvenal. E a banda tocava! E o choop gelado rolava! O povo dançava! Onze horas, Juvenal já era o rei do bairro. Gastaria horrores para o bairro encher a pança. Tudo por conta do primeiro salário. E a mulher resignada, meio aflita, meio alegre, meio boba, meio assustada. Onze horas e cinquenta e cinco minutos……..

Vira na esquina buzinando feito louco uma motoca amarela…

Era do Correio!

A festa parou! A banda calou! A tuba engasgou! Um bêbado arrotou! Uma velha peidou! Um cachorro uivou!

Meu Deus, e agora? Quem pagaria a conta da festa? – Coitado do Juvenal! Era a frase mais ouvida. -Jogaram água na churrasqueira! O chopp esquentou! A mulher do Juvenal desmaiou! A motoca parou!

– Senhor Juvenal Batista Romano Barbieri?

– Si, si, sim, so, so, sou eu…

A multidão não resistiu:

– OOOOOHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!

– Telegrama para o senhor…

Juvenal não acreditava…

a história de juvenal

Pegou o telegrama, com os olhos cheios d’água, ergueu a cabeça e olhou para todos.

Silencio total.

Respirou fundo e abriu o telegrama.

Uma lagrima rolou, molhando o telegrama…

Olhou de novo para o povo e a consternação era geral. Tirou o telegrama do envelope, abriu e começou a ler.

O povo em silencio aguardava a noticia e se perguntava:- E agora? Quem vai pagar essa festa toda?

Juvenal recomeçou a ler, levantou os olhos e olhou mais uma vez para o povo que o encarava…

Então, Juvenal abriu um largo sorriso, deu um berro triunfal e começou a gritar eufórico.

– Mamãe morreeeeuuu! Mamãe Morreeeeuuu!!!!!!!

Dicionário Brasileiro de Prazos

Em época de Copa do mundo, para evitar que estrangeiros fiquem ‘pegando injustamente no nosso pé’, foi feito o ‘Dicionário Brasileiro de Prazos’, que já deveria ter sido publicado faz tempo, mas atrasou, do qual foram extraídos os trechos a seguir:

DEPENDE:

Envolve a conjunção de várias incógnitas, todas desfavoráveis. Em situações anormais, pode até significar sim, embora até hoje tal fenômeno só tenha sido registrado em testes teóricos de laboratório. O mais comum é que signifique diversos pretextos para dizer não.

 

 JÁ JÁ:

Aos incautos, pode dar a impressão de ser duas vezes mais rápido do que já. Ledo engano; é muito mais lento. Faço já significa ‘passou a ser minha primeira prioridade’, enquanto ‘faço já já’ quer dizer apenas ‘assim que eu terminar de ler meu jornal, prometo que vou pensar a respeito.’

 

LOGO:

Logo é bem mais tempo do que dentro em breve e muito mais do que daqui a pouco. É tão indeterminado que pode até levar séculos. Logo chegaremos a outras galáxias, por exemplo. É preciso também tomar cuidado com a frase ‘Mas logo eu?’, que quer dizer ‘tô fora!’ .

 

MÊS QUE VEM:

Parece coisa de primeiro grau, mas ainda tem estrangeiro que não entendeu. Existem só três tipos de meses: aquele em que estamos agora, os que já passaram e os que ainda estão por vir. Portanto, todos os meses, do próximo até o Apocalipse, são meses que vêm!

 

NO MÁXIMO:

Essa é fácil: quer dizer no mínimo. Exemplo: Entrego em meia hora, no máximo. Significa que a única certeza é de que a coisa não será entregue antes de meia hora.

 

PODE DEIXAR:

Traduz-se como nunca.

 

POR VOLTA:

Similar a no máximo. É uma medida de tempo dilatada, em que o limite inferior é claro, mas o superior é totalmente indefinido. Por volta das 5h quer dizer a partir das 5 h.

 

SEM FALTA :

É uma expressão que só se usa depois do terceiro atraso. Porque depois do primeiro atraso, deve-se dizer ‘fique tranqüilo que amanhã eu entrego.’ E depois do segundo atraso, ‘relaxa, amanhã estará em sua mesa. Só aí é que vem o amanhã, sem falta.’

 

UM MINUTINHO:

É um período de tempo incerto e não sabido, que nada tem a ver com um intervalo de 60 segundos e raramente dura menos que cinco minutos.

 

TÁ SAINDO:

Ou seja, vai demorar. E muito. Não adianta bufar. Os dois verbos juntos indicam tempo contínuo, e imprevisível. Não entendeu?É para continuar a esperar! Capisce? Understand? Comprendez-vous? Sacou? Mas não esquenta que já tá saindo…

 

VEJA BEM:

É o Day after do depende. Significa ‘viu como pressionar não adianta?’ É utilizado da seguinte maneira: ‘Mas você não prometeu os cálculos para hoje?’ Resposta: ‘Veja bem…’ Se dito neste tom, após a frase ‘não vou mais tolerar atrasos, OK?’, exprime dó e piedade por tamanha ignorância sobre nossa cultura.

 

ZÁS-TRÁS:

Palavra em moda até uns 50 anos atrás e que significava ligeireza no cumprimento de uma tarefa, com total eficiência e sem nenhuma desculpa. Por isso mesmo, caiu em desuso e foi abolida do dicionário.